Um poeta que nunca ouvi falar: Alfonsina Storni

o segundo poeta destaque desta série é Alfonsina Storni, um poeta argentino nascido em 1892. Esta é uma espécie de batoteira, como já ouvi falar dela. Até tenho um livro de poesia dela, mas, infelizmente, está a 5.000 milhas de distância e tinha-me esquecido dela! Storni, considerada uma das maiores poetas latino-americanas do período modernista, começou sua jornada criativa por meio de uma companhia de teatro itinerante após a morte de seu pai e do segundo casamento de sua mãe. Mais tarde, ela apoiou-se a si mesma e ao seu filho, ensinando e trabalhando como jornalista. Sua escrita criativa parecia ter ficado em segundo lugar em outros trabalhos, mas ela foi capaz de publicar seu primeiro livro de poemas, la inquietud del rosal em 1916. Logo, seu estilo tornou-se mais feminista em sua mensagem, como ela escreveu sobre a luta das mulheres em uma sociedade moderna, mas dominada por homens. Muitos de seus poemas lidavam com os temas da morte, do amor e do Erótico. Em 1920, Storni recebeu o primeiro prêmio Municipal de poesia e o segundo Prêmio Nacional de Literatura por seu livro de poesia, Languidez. Alfonsina sofreu um colapso nervoso em 1928 e foi diagnosticada com câncer de mama em 1935. Ela fez uma mastectomia radical, que infelizmente não fez nada para melhorar a sua saúde. Sofrendo de câncer terminal e depressão, aos 46 anos, Alfonsina se afogou, enviando seu último poema para La Nación. Este poema foi o que me apresentou ao trabalho dela. Tem o direito, vou dormir.

RELATED: A Poet i’ve never Heard Of: Lola Ridge

i’m Going to Sleep

Teeth of flowers, hair of dew,
hands of herbs, you, fine wet-nurse,
ready the bedsheet of earth for me
and the eiderdown of wild musses.Vou dormir, minha ama de leite, põe-me na cama.
coloque uma luz ao lado da minha cabeça;
uma constelação; qualquer que seja a sua escolha;
estão todos bem; Baixe um pouco a luz.Deixe-me em paz: ouça enquanto os rebentos começam a florescer…
do alto de uma pedra celestial do pé você
e um pássaro traça algumas notas
assim você pode esquecer … obrigado. Outra coisa!
If he phones me again, tell him
not to persist persist that I have gone.

parasitas

nunca pensei que Deus tivesse alguma forma.
Absoluta sua vida; e absoluta sua norma.
olhos nunca teve: olha com as estrelas.
mãos nunca teve: bate com os mares.
língua nunca teve: fala com os centelhas.
eu vou te dizer, não se surpreenda;
Eu sei que ele tem parasitas: coisas e homens.
Parasites

tradução em Inglês
I never thought that God had any form.
Absolute the life; and absolute the norm.
Never eyes: Deus vê com as estrelas.Nunca mãos: Deus toca com os mares.Nunca língua: Deus fala com faíscas.Eu sei que Deus tem parasitas: coisas e homens.Você quer que eu seja o amanhecer você quer que eu seja feito de seaspray feito de madrepérola que eu seja um lírio que eu seja Casto acima de todos os outros de perfume tênue que nem mesmo um Raio Lunar poderia ter me tocado você quer que eu seja o amanhecer você que tinha todas as taças antes de você de frutas e mel lábios tingidos de roxo
você que no banquete
coberto em videiras
Deixar de ir a sua carne
Celebrando Baco
Você quem no escuro
Jardins de Dolo
Vestido de vermelho
Correu em direção a Destruição
Você, que mantêm
os ossos intactos
Apenas por algum milagre
que eu saiba não
Você pedir que eu ser branco
(que Deus perdoe)
Você pedir que eu ser casto
(que Deus perdoe a)
Você pedir que eu seja o amanhecer!
Fugir para a floresta
Ir para as montanhas
Limpar a sua boca
Viver em uma cabana
Toque com as mãos
A terra úmida
Feed-se
Com raízes amargas
Bebida a partir de rochas
Dormir no frost
Limpar suas roupas
Com salitre e água
Falar com os pássaros
E partiu ao amanhecer
E quando a sua carne
retornou para você
E quando você colocar a
Para ele a alma
Que através quartos
Ficou enredada
Então, bom homem,
Pergunte o que eu ser branco
Pergunte o que eu gostaria de neve
Pergunte o que eu ser casto

eles vieram

hoje minha mãe e irmãs
vieram me ver.Eu estava sozinho há muito tempo com os meus poemas, o meu orgulho . . . quase nada.
a minha irmã—a mais velha – – – é crescida,
é blondish. Um sonho elementar
passa através de seus olhos: eu disse ao mais novo
“a vida é doce. Tudo o que é mau chega ao fim.”
minha mãe sorriu como aqueles que entendem almas
tendem a fazer;
ela colocou duas mãos em meus ombros.Ela está a olhar para mim . . .E lágrimas brotam dos meus olhos.Comemos juntos na sala mais quente da casa.
Spring sky . . . todas as janelas foram abertas.E enquanto conversávamos calmamente sobre tanta coisa que é velha e esquecida, a minha irmã—a mais jovem – – – interrupções:
” as andorinhas estão voando por nós.”

Running Water

Translated by Muna Lee

Sim, I move, I live, I wander thray—
Water running, intermingling, over the sands.Conheço o prazer apaixonado do movimento, gosto das florestas, toco em terras estranhas.Sim, eu me movo —talvez eu esteja procurando tempestades, sóis, nascentes, um lugar para se esconder.O que fazes aqui, pálido e polido?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.